Futebol nacional, prognósticos semanais, classificações, almoços, Futebol Internacional, Politica nacional e o que adiante se verá
publicado por Faisca | Segunda-feira, 27 Outubro , 2008, 22:22

Para dizer a verdade o fim de semana até nem começou nada bem. Aquele inédito anúncio dos maiores bancos (totalmente concertado entre eles para não haver pânico nos clientes) de que ponderam solicitar o precioso aval do estado para se poderem financiar prenunciava o pior.

Fernando Ulrich tratou de fazer de porta-voz e saltou de canal em canal (RTP e SIC) acalmando a populaça. O fim de semana fez o seu papel de amortecedor no impacto deste anúncio e hoje já ninguém parece muito preocupado. Veremos as cenas dos próximos capitulos.

 

O melhor veio no sábado.

O prof. Jesunabo Ferreira recebeu na sua casa os representantes do Sindicato de Pescadores  de Matosinhos e foi o que se viu. Jesunabo não deve ter visto com atenção os videos da lota de Matosinhos em acção e convenceu-se que mais minuto menos minuto o namorado desta apresentadora resolveria a coisa. Tramou-se. Wesley Sniper e os seus amigos não têm medo de ninguém. Comandados pelo treinador mais afoito da Liga Sagres enfiaram três lá dentro e ainda viram o bandeirinha dizer que não, o do Zé Manel não valia.

O Leixões é um justo lider.

 

Domingo, fim de tarde, já noite, Estádio da Luz. A águia Vitória teimou em não brindar os 45.000 presentes com o seu voo. Mau presságio? Talvez. As equipas treinadas por Ulisses Morais jogam sempre da mesma maneira contra os grandes. Trânsito cortado pelas alas, marcações em cima, pouco ou nenhum espaço. Com muita calma, em contra-ataque chegam lá à frente com perigo. Depois é esperar para ver o que dá. Valeu um Luisão em dia sim, um pouco de sorte e o Benfica ganhou.

 

Mais à noite, mais a norte, não aconteceu nada de especial.

O treinador mais previsivel da Liga levou a sua equipa a mais um empate. Tal como previsto (deve ser mesmo obrigatório, suponho) substituiu Romagnoli por Pereirinha, etc etc....

O costume. Não me admiro que cada vez  vão menos aristocratas, perdão, sportinguistas ao estádio e que os que ainda vão assobiem a equipa.

E já agora, deixa ver se percebo a lógica : o clube recebeu uma oferta do estrangeiro por um jogador (jovem, promissor, polivalente, internacional,). Logo, não o convoca. Castigo? Não, opção técnica. Pois. Claro.  

 

 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

14
18

25

26
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds